Arquivo para Arte

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 07/06/2010 by Renata Junqueira

 

“Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver”

Bertolt Brecht

Anúncios

Vik Muniz – um artista brasileiro.

Posted in Arte with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31/05/2009 by Renata Junqueira

Vik Muniz - auto retrato

O artista plástico brasileiro Vik Muniz, tinha desde cedo um dom natural para arte, assim como todo grande artista. É claro que só isso não bastava para fazer sucesso. No Brasil é difícil um artista por mais talento que tenha ser reconhecido. Os brasileiros parecem fechar os olhos para as coisas boas que têm dentro do país, ou parecem não ter opinião própria para assumir que a cultura brasileira é sim riquíssima e deve ser valorizada. Por isso Muniz decidiu ir morar em Nova York com o dinheiro que ganhou em uma indenização. Foi viajar para o Caribe e lá, pela primeira vez seu projeto começou a tomar forma nos olhos dos críticos e das instituições com a série Crianças de Açúcar (1996).
Vik Muniz foi convidado a expor suas obras em importantes museus de vários países como na Flórida, Nova York, Quebéc…Em 2001 foi convidado para participar da Bienal de Veneza, “Senti que havia chegado ao fim de uma longa luta pelo reconhecimento do meu trabalho no meu próprio país. Meus compatriotas pareciam estar finalmente orgulhosos da visão pouco ortodoxa, não acadêmica, transcultural e popular que eu tinha da arte e de seu papel na cultura brasileira”, lembra.
A contemporaneidade do artista está na inovação que ele trouxe para arte, trabalhando com diferentes materiais que não necessariamente sejam duráveis, como geléia, pasta de amendoim, caviar, poeira etc. Vik utiliza esses materiais inusitados, desenvolvendo obras de texturas e cores marcantes que depois são fotografadas e ampliadas. Trabalha principalmente com a banalização da imagem, assim como na Pop Art, fez releituras de obras de grandes Mestres da pintura como: Leonardo da Vinci, Claude Monet, Albert Durer, Andy Warhol entre outros.
Apesar de suas obras demonstrarem apelo social por certas injustiças e escravidão infantil, Vik não considera sua arte uma forma de sensibilizar o público “para isso existe o jornal”, diz.
Muita gente critica o artista dizendo que suas obras não possuem valor artístico real, que seu maior sucesso é devido a sua natureza “marqueteira”. Mas afinal, Vik conseguiu criar uma arte acessível para diferentes públicos, de todas as classes sociais, utilizando-se de ícones da história da arte e do mundo pop, que por si só já tem seu grande mérito, e ainda mostra que é mais do que um grande artista, escultor e fotógrafo, é um grande homem que transforma coisas simples e descartáveis em grandes e admiradas obras de arte.

Recomendo a todos que apreciam arte a conhecer seu trabalho de perto no Masp, pois uma coisa é ouvir falar e ver seu trabalho na internet e outra coisa é estar de ante da própria arte e poder vivência-la.