Arquivo para arte de bem viver

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 07/06/2010 by Renata Junqueira

 

“Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver”

Bertolt Brecht

Mundo paralelo de OSGEMEOS!

Posted in Arte with tags , , , , , , , , , , , , , on 01/12/2009 by Renata Junqueira

Fui visitar a exposição dos grafiteiros Gustavo e Otávio Pandolfo, mais conhecidos como OSGEMEOS. Na verdade não é uma exposição e sim mundo paralelo que os artistas criaram dentro da FAAP.

Abrangendo além do sentido visual o ambiente estimula também os sentidos auditivos e táteis, transportando-nos ainda mais para este mundo colorido e divertido da imaginação.  Porém, por mais mágico, colorido e fantasioso que pareça este mundo ele também nos mostra uma dura realidade.

Instrutores do Método DeRose Itaim e alunos na exposição

Percebe-se que por trás de tantas cores vibrantes, linhas delicadas, desenhos inimagináveis há muita sensibilidade e grande sintonia entre os dois irmãos, isso torna as obras  ainda mais incríveis e transformadoras.  Numa entrevista para a revista Bravo, os artistas contam que certa vez, na época de escola, participaram de um concurso de ilustração e mesmo sendo de salas diferentes, sem comentarem a obra que cada um faria, apresentaram trabalhos idênticos.

Uma das coisas mais impressionantes são os detalhes que acabam virando o ponto central dos desenhos, fora os acabamentos lindos feitos com paetês e espelhos. A exposição de inicio parece pequena, porém os detalhes são tantos que a visita acaba levando horas para quem realmente quiser apreciar as minúcias.

Depois da exposição vale um pit stop na Kopenhagen bem em frente para trocar as experiências com os amigos!

Um dia volta pra você!

Posted in Autoconhecimento, Responsabilidade Ambiental with tags , , , , , , , , , , , , , , on 24/09/2009 by Renata Junqueira

Uma questão ambiental

Existe uma lei natural que atua sobre nós de forma inexorável,  tal como a lei da gravidade. Esta lei é chamada na cultura hindu de karma, significa “ação” e designa uma lei universal de causa e efeito. Segundo o professor DeRose “podemos definir karma como um destino maleável, que modificamos a cada minuto em virtude de nossas ações, palavras e pensamentos. Estamos o tempo todo a tecer nosso futuro imediato e distante”. Dessa forma percebemos que karma não é algo necessariamente ruim, como muitos ocidentais pensam, mas apenas uma lei que gera uma reação a cada ação que produzimos no universo.

É importante ampliarmos nossa percepção da realidade pois muitas vezes nos fechamos no nosso mundinho e achamos que tudo o que fazemos, falamos e pensamos é um problema apenas nosso. Mas não percebemos que vivemos em um mundo onde tudo e todos estão de alguma forma interligados, como uma rede. Seja esta rede mais sutil como a “rede”, ou as ondas dos pensamentos, das emoções, intuições ou mais densa como a própria Terra, nosso corpo etc.

Hoje em dia alinhado com o conceito ambientalista e ecológico podemos perceber esta conexão oculta entre cada um de nós no nosso dia-a-dia, nos jornais, na televisão. É só ver ou ler qualquer notícia sobre o chamado efeito estufa ou aquecimento global. Este fenômeno nada mais é do que o resultado da falta de consciência global e a excessiva ambição do homem.  Afinal nós sempre achamos que poderíamos utilizar a natureza da forma que bem entendêssemos sem uma conseqüência para isso, sem um karma futuro.

Conhecendo os princípios do karma cabe a cada um modificar e modelar o próprio futuro. “Qualquer mudança de hábitos, de alimentação, de amizades, de profissão, tem como conseqüência uma alteração enorme no karma.” E o mais importante, sabendo que de alguma forma nossas ações se refletem no universo cabe a nós, que temos consciência disto, tomarmos partido para uma mudança significativa começando pelos nossos hábitos, nos reeducando para que sejamos exemplos para os demais que ainda não compreendem isto.

A Arte de Bem Viver – é ser uma pessoa mais responsável e consciente de seus atos, atuando como catalisador para a melhoria do mundo em que vivemos!

Veja o vídeo abaixo feito pela WWF Brasil que mostra em animação sobre o conceito de karma.

Bibliografia utilizada:

Karma e dharma – transforme sua vida, DeRose, Editora Nobel, São Paulo, 2007

 

Super ashtánga sádhana!

Posted in Curso with tags , , , , , , , on 22/09/2009 by Renata Junqueira

Curso aberto apenas para instrutores e alunos do Método DeRose.

Para saber mais sobre a Nossa Filosofia acesse: www.metododerose.org/blogdoderose

Super Ashtánga Sádhana com Charles Maciel

Receita do verdadeiro chai indiano!

Posted in Gastronomia with tags , , , , , , , , , , , , , on 15/09/2009 by Renata Junqueira

Nas escolas do Método DeRose sempre foi tradição servir aos alunos o chai.  Virou até um ritual dos alunos chegarem na escola servirem-se com um copo quentinho de chai. E enquanto degustam esta iguaria os alunos sentam para uma conversara descontraída entre eles e com os instrutores. Para finalizar a rotina na escola, depois da aula tem mais uma rodada de chai, alguns até enchem o copo e saem tomando.  Este tradicional chá indiano contém em sua fórmula ingredientes que realmente fascinam o paladar e deixam sempre um “gostinho de quero mais”.

No vídeo abaixo o professor DeRose, que já viajou para a Índia por mais de 20 anos, ensina como preparar esta receita e conta um pouco da história deste chá. No Brasil o chai  ficou muito conhecido após a novela “Caminho das Índias”.

Vídeo da entrevista com professor DeRose

Clique na imagem para acessar o vídeo da entrevista.

Professor DeRose

Receita do chai

Ingredientes:
-500 ml de água
-500 ml de leite
-5 sementes de cardamomo;
-2 unidades de canela em pau;
-6 colheres (de sopa) de açúcar;
-3 colheres (de sopa) de chá preto (Ear Grey);
-meio copo de gengibre ralado.

Preparo:
Ferva a água e adicione o gengibre, o cardamomo e a canela. Acrescente o leite, o açúcar e ferva novamente. Desligue o fogo e coloque o chá preto para infusão por cerca de 3 minutos. Por último, coe.

Agora deguste o chai em um local agradável que você possa sentar-se e aproveitar, melhor ainda se você tiver uma boa companhia!

Onde queremos chegar?

Posted in Autoconhecimento, Método DeRose with tags , , , , , , , , , , , , , , on 08/09/2009 by Renata Junqueira

A Arte de Bem Viver

 

Professor DeRose e o jornalista António Mateus

Professor DeRose e o jornalista António Mateus

Jornalista António Mateus – Nós sonhamos que os nossos filhos cresçam num mundo numa determinada direção. E nós configuramos qual é essa direção. O senhor não “hipotecou”, não investiu 50 anos de investigação, de procura de saberes, sem sentir dentro de si onde é que queria chegar? Onde é que quer chegar?

Professor DeRose – “Eu gostaria de chegar a um ponto em que as pessoas, minimamente, escutassem o que nós temos a dizer. Que nos permitissem falar. Que não nos amordaçassem. Porque o grande problema que eu tenho sentido, é que nós temos coisas muito boas para dizer, não propondo um debate, mas propondo uma reflexão. O que ocorre é que os que não gostam do sistema, ou pensam que não gostam, não escutaram. Eles não conversaram comigo, não conversaram conosco, não conheceram a nossa gente, não leram nossos livros. Então, essa mordaça, eu gostaria, o meu sonho seria poder arrancar essa mordaça.

Eu me sinto sob aquela punição antiga, punição eclesiástica, do silêncio obsequioso. “Disse o que não devia, não falará mais.” E realmente eu sinto muito isso. Não querem que eu fale. Mas você observa que o que eu falo não é polêmico. Não considero polêmico, porque nós não estamos polemizando, nós não estamos discordando dos outros. Não é agressivo, acho que não é, não tenho intenção de que seja. Não quero agredir ninguém. E a proposta é boa, a proposta é uma juventude saudável. Nós trabalhamos essencialmente com adultos jovens. Portanto, produzir uma juventude saudável, juventude longe das drogas, do álcool e do fumo, se mais nada prestasse, pelo menos isso seria uma contribuição a ser reconhecida, que o nosso trabalho já esta há meio século proporcionando à sociedade.”

Veja a matéria completa:

Vídeo da entrevista com o educador DeRose

 

Questão para se pensar – Parte III

Posted in Alimentação, Método DeRose with tags , , , , , , , , , , on 08/09/2009 by Renata Junqueira
Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens estão além de nossa compreensão. Por favor, ajudem a parar com esta loucura. Richard Gere

"Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens estão além de nossa compreensão. Por favor, ajudem a parar com esta loucura." Richard Gere

A arte de bem viver é: Ser vegetariano!