Renata Junqueira

Instrutora do Método DeRose Renata Junqueira de Andrade em Natarajásana em Fernando de Noronha

A primeira vez que travei contato com o Método DeRose tinha apenas 15 anos de idade, e desde então nunca mais consegui larga-lo. Ainda bem pois o life style que este Método me proporcionou, com certeza não acharia em outro lugar. No momento que percebi que a filosofia de vida preconizada por este Método poderia mesmo transformar a vida das pessoas e fazer deste um mundo melhor para se viver, decide ser Instrutora do Método DeRose, assim eu poderia ajudar nesta missão.

Em 2009 conclui a minha formação profissional e começei a ministra aulas na unidade do Método DeRose Itaim e também em academias e empresas.

Através dos ensinamentos do Método DeRose aprendi a levar uma vida mais descontraida e feliz. Sempre caminhando em busca do aprimoramentento e da evolução pessoal.

 a Arte de Bem Viver para mim é cultivar uma vida plena de satisfação, bem-estar, cultura, arte, liberdade, aprimoramento e companheirismo.

Anúncios

25 Respostas to “Renata Junqueira”

  1. Luiza Junqueira Says:

    QUE MARAAAAAAAAAAVILHOSO

    O MUNDO PRECISA DE VOCÊ !!!!!!!!!!

  2. Beatriz Freitas Says:

    Parabéns Rê!

    Ficou lindo se site! Amei! Nem coloquei meu site senão ficaria com vergonha… Rsrs

    Bjos Bia

  3. Antonio Garcia Says:

    Rê,

    profissa hein..!!! Tem muito conteúdo … ainda não li quase nada … mas já gostei do quadro “Sobre Renata Andrade” rs … Parabéns, tem tudo pra dar certo

    bj
    Antonio

  4. Walter Says:

    Prabéns pela iniciativa, Rezita!
    Continue publicando, tem um grande talento a desenvolver aí!
    ;-**********

  5. Algumas pessoas são boas… fazem o bem…estas fazem falta. Outras são como você….contagiam, iluminam, fazem à diferença. Renatinha Junqueira …. você foi buscar e aprimorar os seus talentos.Este é o grande mérito. Parabéns.Linda por dentro e por fora!Te AMO Bjs mamy.

  6. OK melhor assim: Renatinha Junqueira de Andrade

  7. Thais Andrade Says:

    Re,
    Que linda!! Parabens!!
    Desejo muita luz em sua nova empreitada e que com ela você utilize a energia Renovadora de seu Ser Divino para transformar o Karma em Dharma.

    OM TAT SAT!

    Thaty.

  8. Renatinha…

    Achei o Site muito legal!!!!!!!

    E sua foto da Pág. Principal… Esplêndida!

    Parabéns!

    Bjs,

  9. Eliete Says:

    Olá Renatinha

    Amei o site, está ótimo, parabéns.
    Fiquei muito feliz em ver como está crescendo profissionalmente, vc faz parte das minhas queridas crianças.
    Aguardamos sua visita.
    Um grande beijo e que Deus a abençoe
    Tia Eliete

  10. Dillan Mendes Says:

    Olá Renata!!!
    Nossa é incrível a energia alegre que vc me passa!!!
    Além de tudo, mais isso!!!
    Que pessoa é vc??

  11. Reeeee, com certezaa depois que voce virou uma plantinha humana vc melhorou muitooo mesmo ficando mais chatinha vc é um ser energético e alegreee que tem uma felicidade que tira nao sei da onde ! tambem queroo serr um dia 1/1000 do que voce é hehehe …

    amo vceeeee migaaaa pra sempree companheira de todoas as loucuras mais loucas da minha vida.

    continue sempre assim

    amo vc de todo o jeito e te admiro cada dia mais

  12. Adorei seu blog.
    beijao
    will

  13. Rubens de Andrade Filho Says:

    Minha filha querida,

    O seu dom para para a escrita e capacidade de articulação , você sabe, já acompanho e admiro por muito tempo, desde os mais simples bilhetes de juras de amor aos protestos veementes de inconformismo, muitos dos quais até hoje os mantenho.
    Adicionalmente me deparo com surpreendente sensibilidade nos assuntos abordados e bom gosto do seu blog que percebo ser clara influência do seu estilo de vida clean, sereno e repleto de indiscutível felicidade, típico de quem ama o que faz.
    Acho que o yoga tem feito muito bem a você e daqui para a frente, a partir de sua merecida e recente graduação para instrutora, você terá a condição de retribuir para terceiros os beneficios semelhantes de que vem usufruindo.
    Que Deus te abençoe e continue fazendo de você esta filha especial que sabe exercer tão bem o “jornalismo” como instrumento de comunicação e aplicado com maestria na “arte de viver tão bem”.
    Beijinhos,
    ….de um Pai muito orgulhoso!!!

  14. Querida Rê…
    Você não sabe como me deixou orgulhosa vendo sua história e a forma que nesses 5 anos se desenvolveu e se tornou essa menina/mulher .
    Continue assim , cheia de energia boa para dar.
    Amei sua foto logo no início. Deslumbrante.
    Bj
    Gaby Esgaib Vaz Guimarães.

  15. Vinicius Says:

    Oi Renata. Li seu texto “Zen essa” no blog do yoga do Itaim. Vc fala sobre a confusão que existe entre as coisas do oriente e o zen. A confusão é verdadeira, mas seu texto foi reducionista no que se refere ao zen. Primeiro: o zen não é uma variedade do budismo. Zen é uma coisa, zen budismo é outra. Zen, como prática, aparece antes do zen budismo japonês. Na verdade, foi incorporado pelo zen budismo, mas transcende o budismo porque o antecede. Então não se pode dizer que o zen é uma variedade do budismo, somente. Isso é reducionismo. Reza a lenda que o zen foi levado da Índia para a China por Bodhidarma onde então passou a se chamar c’han e só então, quando chega ao Japão, o termo se transforma em zen. Segundo: vc fala que a filosofia budista contesta o hinduísmo. Qual filosofia budista? Como vc bem colocou, o oriente não é um lugar só e não tem uma cultura homogênea. Da mesma forma que existe, por exemplo, uma grande variedade de práticas do yôga, existem também várias formas de budismo. Além disso, o zen budismo, que é o que conheço melhor, não contesta nada, absolutamente nada. E acho que boa parte do budismo também não. O próprio Dalai Lama que não é japonês e nem zen budista quando perguntado qual a melhor religião, prontamente respondeu: ”aquela que te faz melhor”. Isto é, qualquer uma que te transforme em um ser humano melhor para os outros. E o que ele disse vale para seitas, filosofias de vida, formas de conduta e moral, práticas espirituais ou ideologia. Se o torna um ser humano melhor, tá valendo. Até o ateísmo e o ceticismo absoluto, se melhorar alguém como pessoa, devem receber mérito. O budismo pode até ser visto como uma heresia, como vc disse, para o hinduísmo. Mas, pelo menos o budismo japonês de linha zen, não se considera herege simplesmente porque não se considera contestador. Foi apenas um outro caminho a ser seguido. Não há contestação porque não há julgamento ou discurso sobre o que é certo e errado. Terceiro: creio que exista algo em comum entre a yôga e o zen ou o budismo. Apesar de toda a diferença de prática, existe sim: as pessoas bem intencionadas (tenho certeza que vc é uma delas) que praticam ou um ou outro, desejam uma coisa em comum, creio eu: ajudar os outros de alguma forma. Espero que vc não considere o texto uma afronta ou coisa parecida porque a intenção não foi essa. Tive, na verdade, apenas a mesma vontade que vc quando escreveu o seu texto: esclarecer melhor aquilo que estudo. Um grande abraço.

  16. Carol Says:

    Parabéns pelo blog, Rê!
    A foto do header é linda demais.
    Beijinhos
    Carol Almirón

  17. Oi Renatinha,
    adorei os textos e as tuas fotos. Um trabalho lindo!
    Mando-te um beijo cheio de saudades…
    Carlo

  18. Oi Renata. Li seu texto “Zen essa” no blog do yoga do Itaim. Vc fala sobre a confusão que existe entre as coisas do oriente e o zen. A confusão é verdadeira, mas seu texto foi reducionista no que se refere ao zen. Primeiro: o zen não é uma variedade do budismo. Zen é uma coisa, zen budismo é outra. Zen, como prática, aparece antes do zen budismo japonês. Na verdade, foi incorporado pelo zen budismo, mas transcende o budismo porque o antecede. Então não se pode dizer que o zen é uma variedade do budismo, somente. Isso é reducionismo. Reza a lenda que o zen foi levado da Índia para a China por Bodhidarma onde então passou a se chamar c’han e só então, quando chega ao Japão, o termo se transforma em zen. Segundo: vc fala que a filosofia budista contesta o hinduísmo. Qual filosofia budista? Como vc bem colocou, o oriente não é um lugar só e não tem uma cultura homogênea. Da mesma forma que existe, por exemplo, uma grande variedade de práticas do yôga, existem também várias formas de budismo. Além disso, o zen budismo, que é o que conheço melhor, não contesta nada, absolutamente nada. E acho que boa parte do budismo também não. O próprio Dalai Lama que não é japonês e nem zen budista quando perguntado qual a melhor religião, prontamente respondeu: ”aquela que te faz melhor”. Isto é, qualquer uma que te transforme em um ser humano melhor para os outros. E o que ele disse vale para seitas, filosofias de vida, formas de conduta e moral, práticas espirituais ou ideologia. Se o torna um ser humano melhor, tá valendo. Até o ateísmo e o ceticismo absoluto, se melhorar alguém como pessoa, devem receber mérito. O budismo pode até ser visto como uma heresia, como vc disse, para o hinduísmo. Mas, pelo menos o budismo japonês de linha zen, não se considera herege simplesmente porque não se considera contestador. Foi apenas um outro caminho a ser seguido. Não há contestação porque não há julgamento ou discurso sobre o que é certo e errado. Terceiro: creio que exista algo em comum entre a yôga e o zen ou o budismo. Apesar de toda a diferença de prática, existe sim: as pessoas bem intencionadas (tenho certeza que vc é uma delas) que praticam ou um ou outro, desejam uma coisa em comum, creio eu: ajudar os outros de alguma forma. Espero que vc não considere o texto uma afronta ou coisa parecida porque a intenção não foi essa. Tive, na verdade, apenas a mesma vontade que vc quando escreveu o seu texto: esclarecer melhor aquilo que estudo. Um grande abraço.
    +1

  19. Oi Renata, muito bacana seu blog! Encontrei muita coisa legal aqui que separei pra ler. Parabéns!!!

    Reinaldo Luz Santos
    http://www.ebomserdobem.com.br

  20. Very nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve really enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again very soon!

  21. I like your blog….

    Where is your Rss feed?…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: