Archive for the Profissão Category

Sucesso na profissão – Método DeRose

Posted in Profissão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 27/10/2009 by Renata Junqueira

A rede DeRose é considerada a maior rede de escolas de Yôga técnico do mundo, e vem conquistando cada vez mais adeptos no mundo inteiro. O Método DeRose se destaca muito nesse meio por conta de seu trabalho sério conquistado ao longo de quase meio século de aprimoramento. Todos os instrutores deste método são formados pela Primeira Universidade de Yôga do Brasil ou pela Universidade Internacional de Yôga. Além disso todos os anos revalidam seu certificado através da prova na Federação de Yôga do estado juntamente com os cursos de extensão universitária que ocorrem nas melhores faculdades estaduais, federais, católicas e particulares conveniadas do Brasil e diversos outros países no mundo todo.

Os instrutores de unidades credenciadas do Método DeRose participam ainda todo ano de dois eventos com foco na melhoria da nossa forma de trabalho e da expansão da Nossa Cultura:   InsightsMatando um Leão por dia.

Mestre DeRose dando palestra no Insights 2009

Mestre DeRose dando palestra no Insights 2009

No final de semana passado dia 24, 25 e 26 de outubro foi realizado a oitava edição do Insights, pela primeira vez em São Paulo. O evento reuniu 190 instrutores do Método DeRose vindos de Portugal, Argentina, Chile e de todas as partes do Brasil. Durante três dias esses profissionais participaram de diversas palestras, bate-papos, dinâmicas em grupo, práticas e festas que enriqueceram e aprimoraram muito o trabalho desses instrutores.

 

É por isso que nós, professores do Método DeRose, conquistamos o sucesso na profissão cada vez mais cedo. São muitos os estímulos, eventos, e auxílio de profissionais que nos direcionam para este sucesso.  Além disso, essa é uma profissão extremamente dinâmica que exige nosso constante aprimoramento pessoal e quebra de paradigmas, tudo em prol de um trabalho muito maior: transformar este um mundo melhor para se viver! 

 

Quer saber mais sobre essa profissão? Click no link abaixo.

Formação profissional do Método DeRose

 

Anúncios

DeRose e a filosofia preconizada!

Posted in Cultura, Método DeRose, Profissão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 20/10/2009 by Renata Junqueira

 

Método DeRose

Profissão, cultura, life style coaching, filosofia de vida…

Como instrutora do Método DeRose trabalho 24h por dia, afinal, este método abarca uma cultura, uma filosofia de vida cultivada no dia a dia. Mas, para mim estar a todo momento trabalhando é  estar sempre me aprimorando, melhorando minhas relações humanas, tornando-me uma pessoa mais refinada, cultivando boas amizades, lendo bons livros, viajando bastante.

Por assim ser, os educadores do Método DeRose transmitem seus ensinamentos muito além das aulas práticas em sala de aula, nós ensinamos a Nossa Cultura através do exemplo, das atitudes, da convivência diária.

 

O que é o Método DeRose afinal? É ou não é Yôga?

Não. O Método DeRose não é Yôga ele contém Yôga mas extrapola os limites desta prática. O Método DeRose é uma tecedura entre conceitos e técnicas, das quais as técnicas (e unicamente as técnicas) são provenientes do Yôga Antigo, Pré-Clássico. Dizer que este Método é Yôga seria como dizer que um carro é constituído apenas pelo seu motor, engrenagem, ventoinha e suas demais partes mecânicas e esquecer-se de sua estrutura fundamental. Sem a lataria do carro não é possível defini-lo como tal, seriam apenas peças mecânicas. No caso do nosso Método, só com as técnicas práticas do Yôga sem a estrutura essencial dos conceitos não é possível definir como Método DeRose. Pois nosso Método ensina uma cultura de vida, um life style coaching que só é possível vivenciar quando a prática das técnicas se unem com a aplicação dos conceitos.  

 

O que são as técnicas e os conceitos que formam este Método?

Na prática as técnicas utilizadas são a reeducação respiratória, a administração do stress, limpeza orgânica que melhora o tônus muscular e a flexibilidade, procedimentos para o aprimoramento da descontração emocional e da concentração mental.

Quanto aos conceitos, a nossa proposta é a reeducação dos praticantes para tornarem-se pessoas melhores, mais polidas, mais viajadas, mais refinadas, mais civilizadas, mais cultas, que aprimorem inclusive sua linguagem e boas maneiras. Sugere uma revolução comportamental, através de uma filosofia muito antiga, propondo uma forma mais sensível e amorosa de relacionamento com a família, com o parceiro afetivo, com os amigos, com os subordinados e até mesmo com os desconhecidos.

 

Então foi o DeRose que inventou este novo Método?

Não. Tanto as técnicas quanto os conceitos utilizados pelo Método são baseados numa cultura muito antiga, a cultura da civilização do Vale do Hindu. DeRose apenas resgatou essas técnicas e esses conceitos quase perdidos no tempo e tratou de organizá-los sistematizando o Método. O conteúdo não é novidade alguma, a proposta é que é nova.

DeRose no início de sua carreira de magistério não atribuía nome algum ao que ensinava. Ao longo do tempo chamou a sistematização de SwáSthya Yôga, porém os alunos, instrutores e mesmo não praticantes percebendo a grande diferença do SwáSthya para as demais linhas de Yôga começaram a chamar o SwáSthya Yôga de Método DeRose. Hoje, após 50 anos de ensino estamos adotando esta nomenclatura.

 

Quem é DeRose?

Para mim DeRose é meu Mestre, para muitos um educador, para outros escritor, Comendador, Doutor Honoris Causa, Conselheiro etc. DDeRoseurante quase meio século de magistério, DeRose acumulou diversos títulos e foi reconhecido pelo seu trabalho sério por diversas entidades importantes no mundo inteiro.

Formou mais de 6.000 instrutores do Método DeRose, foi o introdutor do Yôga nas Universidades Federais, Estaduais e Católicas de praticamente todo o Brasil e também em Universidades da Europa. Hoje DeRose se dedica quase exclusivamente a sua carreira como escritor e ministrante de cursos. É especialista em filosofia oriental e escreve sobre vários temas: comportamento, ficção, boas maneiras, contos, gastronomia, biografia, filosofia, história etc. Conta com mais de 20 livros publicados em vários idiomas e mais de um milhão de exemplares vendidos.

 

Saiba mais sobre DeRose:

http://www.uni-yoga.org/derose.php

http://www.yoga-go.com.br/derose.htm

http://yogaaltodaxv.org.br/blog/derose/

http://www.casadoyoga.com.br/metodo-derose-de-rose.html

http://www.universoyoga.org.br/derose.php

http://www.yogajardimanaliafranco.com.br/derose

http://yogadoitaim.com.br/swasthya-yoga/derose/

A nova forma de marketing nas empresas

Posted in Marketing, Profissão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 15/06/2009 by Renata Junqueira

 

Marketing 360

Aloísio Sotero na sua palestra sobre a Dufry e a Wine

Na primeira semana de junho fui para o Rio de Janeiro participar do V Seminário Marketing 360°. Um evento importante direcionado tanto para os profissionais da área quanto para empresas que querem entender melhor sobre a tendência do novo mercado.

Os palestrantes focaram em expor o case de sucesso da empresa em que trabalham. Mostraram os novos pontos de contato com o consumidor e a forma como está sendo construída a imagem dessas empresas. Alguns dos cases expostos foram: da Coca-cola, Johnnie Walker, Tecnisa, Dufry, Oi.

Como o tema do seminário era Marketing 360° os palestrantes apresentaram a visão multilateral de atuação das empresas. Porém, inevitavelmente, o mundo da web ganhou um destaque muito maior do que as outras mídias. Foi unânime a opinião de que a internet transformou completamente o mercado.

As empresas, de qualquer ramo, que quiserem sobreviver neste novo mercado precisa estar na internet.  E mais do que isso, ela precisa ser encontrada na primeira página do google. É importante notarmos que a nossa empresa está a um click de ser a escolhida, a um click de se destacar, a um click de crescer. 90% das pesquisas na internet são feitas através do google, e mais de 90% das pessoas não passam da primeira página. Na internet a informação é muito dinâmica e acessível, não aparecer na primeira página do google, é a mesma coisa do que perder para a concorrência todos os prospect que poderiam ser seus. Em outras palavras é perder dinheiro.

A internet mais do que um meio de comunicação é um meio de gerar capital. Gustavo Reis liderou uma equipe para o desenvolvimento da Tecnisa no meio da web. Segundo ele, com um investimento relativamente baixo perto dos outros veículosde comunicação, a equipe conseguiu revolucionar o mercado imobiliário. Hoje, o site da empresa gera 27% do total de vendas dos imóveis. Mostra ainda a eficiência da venda online, diminuindo de três para um mês o tempo médio de venda dos imóveis.

Segundo pesquisas de 2008 feitas pelo Ibope, no Brasil:

  • Há 196 milhões de habitantes;
  • 25 milhões de usuários da internet;
  • E foram investidos R$ 780 milhões em web.

Isso mostra como o público e os investimentos neste veículo são de extrema relevância. Mas é preciso saber com o que estamos lidando ao entrar no grande “mundo da net”. Ela pode ser uma faca de dois gumes.  Os internautas/consumidores estão cada vez mais exigentes e antenados. Por isso, ao adquirir o serviço da sua empresa com certeza ele pesquisou bastante e acredita que o seu serviço é o melhor na relação custo/benefício. Se a sua empresa satisfizer as vontades dele, será valorizada. Mas, se ao contrário, ela ficar muito aquém do desejado, todo o mundo da web também vai ficar sabendo. E isso acontece na proporção direta do tamanho da sua empresa. Pois os internautas sabem que tem esse poder e não hesitam em usá-lo para lutar pelos seus direitos de consumidor.

Um outro ponto muito observado pelos profissionais durante o seminário foi a “encontrabilidade” da empresa. Hoje nós temos que estar disponíveis para o cliente. Através de sac, blog, chat, msn, sites de relacionamento, e claro, através de formas diferenciadas. É preciso mais do que nunca usar a criatividade e a sensibilidade. Desenvolver novas formas de relacionamento com o público.

Por  exemplo,  a Dufry, antiga Brasif. A empresa investiu em multicontatos com o consumidor.  Desde a famosa sacola do Duty Free,  símbolo de status social, até um eficiente Contact Center. Esse Contact Center foi criado em 2004, quatro anos mais tarde este serviço se tornou global e a Dufry exportou o formato brasileiro de atendimento ao cliente.

Usando números para explicar a importância dos multicontatos para a Dufry, 85% das chamadas são atendidas em até 40 segundos, 90% dos e-mails são respondidos em até um dia e 98% dos chats são usados em real time. “Dos 220 mil contatos feitos com a Dufry em 2008, 5% foram feitos por e-mail, 20% em chats e 75% pelo SAC”, conta Aloísio Sotero, que foi responsável pela área de Marketing Direto da empresa. Um detalhe importante, 70% dos contatos do web site da empresa foram acessados através do google.

Outro exemplo é  a Coca-Cola, uma empresa consagrada no mercado e praticamente 100% reconhecida no mundo inteiro. Está sempre se reciclando, renovando, criando novas campanhas, formas de escutar o público. Gian Martinez que competentemente representou a Coca-Cola no seminário, deixou bem claro que o forte da empresa é o marketing da emoção, “conhecimento hoje toda empresa e consumidor possuem, o que vai destacar os seu serviço dos demais é a diferença que ele faz na vida das pessoas” disse Martinez.

Além de muito profissionalismo e trabalho, é preciso aprimorar-se cada vez mais em novos contatos com o consumidor. E ainda mais importante é investir cada vez mais, não com dinheiro, mas com criatividade e inovação.

“Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento.” Albert Einstein